terça-feira, 24 de março de 2009

Cinema e livros, o elixir da vida.


Em tempos de vacas magras, e lembrando que cinema não é o único combustível que move os vagões desse trem aqui, o debate sobre literatura sempre foi algo que muito me agradou, levando em conta que a safra cinematográfica está bastante escassa. Não tenho paixão por literatura brasileira, (atirem suas pedras, flechas e canivetes caso se sintam ofendidos), mas até hoje nunca devorei nada de origens tupiniquins, sou geração Harry Potter. Alguns foram lidos com pressa de acabar, outros por peso na consciência, pois devido ter uma coleção de literatura brasileira com Clássicos de Machado de Assis ou José de Alencar na estante, era uma ofensa não lê-los pelo descaso, o que não quer dizer que li por livre e espontânea vontade, mas devido as exigências dos professores dos tempos de colégio, o que faz com que isso não seja um mérito da vontade própria. Não tenho nada contra, são bons, fizeram o seu nome porque mereceram, mas comigo não rola. E não dá pra falar demais sobre o que não se conhece. Comigo funciona assim, não sabe sobre o assunto: bico calado.

Pois bem, esse giro todo foi para tratar de uma coisa que há muito tempo me faz pensar o porquê eu ainda não leio mais do que devia, e isso deve acontecer com você também. Vamos lá, você chega na livraria, super empolgado para comprar algum livro, alguma novidade, e chega em umas das poucas livrarias que existem na cidade e se depara com um preço nada convidativo. O que você faria? Eu sinceramente desisto.

Pois é, chegamos ao ponto. Quem não tem cão, caça os amigos. O que estou querendo dizer é que vamos trocar o que a gente já tem na estante. Isso gente, vamos apoiar um desenvolvimento sustentável e financeiramente mais econômico. Troquem seus livros com seus conhecidos, amigos, parentes, aderentes, mas não se esqueçam de cobrar de volta depois não é?

Tentem resistir um pouco a esse mercado que tanto nos tira, mas que somos dependentes. O que isso também nos torna um tanto exigente já que compraremos só o estritamente necessário.

Não quero incentivar que as pessoas deixem de comprar livros, afinal sem mercado consumidor não haverá comércio, não haverá editoras, não haverá escritores e assim uma corrente sucessiva. Mas que compartilhemos o que temos em casa. Não custa nada e você ainda sai ganhando.


Tentarei colocar tudo isso em pratica, só não sei ate quando irá durar, irei pouco a pouco trocando o meu modesto acervo, pegando por ai tudo que achar de meu interesse.

No momento estou fazendo uma lista de todos os livros que no momento estão disponível para troca, e para quem se interessar, basta me mandar um email com sua respectiva lista.

Alguns disponíveis no momento: Harry Potter (saga completa), As mentiras que os homens contam (Luís Fernando Veríssimo), Anjos e Demônios, Fortaleza Digital e Ponto de Impacto (Dan Brown), A bússola de Ouro, Quem tem medo de escuro (Sidney Sheldon),e outros que no momento não me vem a mente.

Quem se interessar, tá ai a dica.

Até a próxima.

PS: meu email cynthiagermanna@hotmail.com

5 comentários:

Antonio Junior disse...

Opa! Livro é mara!!! Independente da "origem". Alguns livros da literatura brasileira são ótimos também (Não!!! Não estou atirando canivetes ou qualquer outra coisa. Só comentei!). E quanto ao "CEC - Clube de Escambo da Cynthia", já sou membro efetivo!! rs...

Jofran disse...

olhaeee... se eu não estivesse tão preguiçoso, eu já estaria negociando vários com você, cynthia! Mas acho q, em relação a livros, eu tenho fases e acho que muitas pessoas são assim... Espero que minha "tara" por livros volte o mais rápido possível, que na minha própria estante, resta algumas obras para devorar! =**

Abraão disse...

To achando q aquele "quem não tem cão, caça os amigos" foi pra mim ... hehehehe ... SEMPRE peguei livros emprestados com Cynthia, exatamente por compartilharmos do mesmo gosto literário. Ou seja, praticamente NADA de literatura luso-brasileira (agora é lusobrasileira?) e MUITO de literatura juvenil (Harry Potter, Dan Brown e tal). Enfim, SEMPRE fui adepto to tal sistema de escambo q Cynthia propôs, só nunca pratiquei d volta pq na minha estante (aliás, estante dos meus pais) só tem a turminha de Machado de Assis. Aaaah ... lembrei q agora eu possuo ATLANTIS de David Gibbins. Segue a linha de Dan Brown, se alguem tiver interessado, posso emprestar também.

Cynthia Germanna disse...

a intenção do post foi exatamente essa. Todo mundo interagir para trocar o que temos em casa. Abrãao, qualquer coisa já sabe que a mini biblioteca aqui está à disposição =)

Eu já comecei esse escambo com Jr. do post acima =)

J. I. W. disse...

Cyntxia, se por acaso eu não tiver livro pra trocar com você, você mesmo assim ainda pode me emprestar algum livro seu? kkkkkkkkk
Porque fiquei com vontade de ler "As mentiras que os homens contam" (não lembro o nome correto). Mas não tenho nenhum pra te emprestar. Hehehehee.
Beijos